Sons binaurais, o que são?


A música faz parte de cada momento da nossa vida!

Para maximizar o desempenho cognitivo, aumentar o foco, melhorar o sono e reduzir a ansiedade, os chamados sons ou batidas binaurais podem te ajudar. Isso porque, esses sons são capazes de alterar a frequência das ondas cerebrais e até o comportamento.

Basicamente, os sons binaurais são formados a partir de duas notas diferentes que geram uma variação de frequência.



Entenda como os sons binaurais funcionam

Vamos começar do básico: o conceito de som. 

Na física, o som é uma onda que se propaga pelo ar e outros meios a partir da vibração de suas moléculas. Todo som tem uma frequência - medida em hertz (Hz)-, que define a altura do som.

Quanto maior a frequência do som, mais agudo (alto) ele é, e quanto menor a frequência, mais grave (baixo) o som. Nós, humanos, somos capazes de perceber sons entre 20 Hz e 20.000 Hz. Já os animais têm capacidades auditivas bastante apuradas, os cachorros, por exemplo, ouvem entre 15 Hz e 50.000 Hz. 

Niraj Naik, fundador do Trpynaural, explica como se formam os sons binaurais:

“Quando você toca duas frequências separadas em cada ouvido, digamos 140 Hz e 149 Hz, a diferença na frequência é 9 Hz. Seu cérebro compensa essa diferença e é experimentado um terceiro tom de 9 Hz”. 

Niraj ainda explica que essa compensação faz com que o cérebro seja elevado ou abaixado e sintonizado na frequência desejada, produzindo então as batidas binaurais.


Estudos científicos

O estudo sobre as batidas binaurais datam em 1839, quando o cientista alemão Heinrich Wilhelm Dove percebeu que o cérebro é capaz de detectar a variação de sons quando são captados separadamente pelos ouvidos. 

A pesquisa de Heinrich mostrou que, para conciliar essa diferença, o cérebro sincroniza o funcionamento dos hemisférios esquerdo e direito, o que gera uma nova frequência - o som binaural.

Outra pesquisa de destaque mundial é o artigo “Auditory Beats In The Brain”, do biofísico Gerald Oster, publicado em 1973 na Scientific American. Nesse estudo, foram utilizadas as batidas para comprovar que a estimulação auditiva melhora o funcionamento do cérebro.

Como escolher e onde encontrar as batidas binaurais 

As cinco principais categorias de frequências de ondas cerebrais são: Delta (1- 4 Hz), Teta (4 - 7 Hz), Alfa (7 - 13 Hz),  Beta (13 - 40 Hz) e Gama (+ 40 Hz), cada uma delas está relacionada um estado mental diferente, gerando então diversos efeitos benéficos. Veja abaixo:


Delta

  • Estimula a produção dos hormônios antienvelhecimento;

  • Promove o relaxamento físico;

  • Coordenada os batimentos cardíacos;

  • Reduz o estresse.

Teta

  • Estimula a aprendizagem e a criatividade;

  • Promove a cura espontânea;

  • Reduz o estresse e a ansiedade;

  • Promove o sono REM.

Alfa

  • Reduz os estados de estresse e depressão;

  • Torna a meditação mais leve;

  • Aumenta a energia vital;

  • Gera mais coordenação mental.

Beta

  • Melhora o raciocínio lógico;

  • Facilita o pensamento linear;

  • Ajuda na resolução de problemas;

  • Expande o estado de alerta.

Gama

  • Promove a hiper concentração;

  • Melhora a memória;

  • Aumenta o foco;

  • Proporciona mais bem-estar.

Após toda essa explicação, aposto que você está curioso para experimentar os sons binaurais.

Para que as batidas binaurais funcionem, é extremamente importante que você use fones de ouvido. Certifique-se também ouvir as batidas binaurais certas, pois frequências diferentes produzem efeitos diferentes.

Separamos abaixo as melhores playlist: 


8 visualizações
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now